Páginas

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Cada um sabe a alegria e tristeza....

Eu estava ali fora, pensando na vida como sempre, e me meio a mente uma conversa que tive antes do almoço. Uma pessoa iniciava a conversa destacando os defeitos de outra, normal né? Aparentemente sim, mas eu em minha ignorância comecei a pensar sobre tal ato, sobre o que ele pode expressar, e o que isso pode me ajudar em minha caminhada de me tornar uma pessoa melhor.

Não é novidade que sempre queremos estar bem com todos e todas, mas isso é impossível, há momentos que deixamos a desejar em nossas relações, não de forma proposital, mas de forma inconsciente. Cada pessoa reage de uma forma aos acontecimentos da vida. Uns se tornam melhores, outros piores.

Há reações que demonstram a fraqueza interna, como por exemplo começar um assunto zombando de características físicas que não nos agrada. Confesso que já fiz isso, e muitas vezes, e hoje percebo a hipocrisia que manifestei ao meu redor. Mas não preciso ir muito longe, quem nunca fez isso deveria receber um prêmio. Eu já perdi o meu...

Há uma linha muito tênue entre entender as atitudes e julgá-las, quando nos dispomos a entender utilizamos nossas experiências de vida, que sempre são variantes de pessoa a pessoa. E quando tentamos julgá-las é bem pior o resultado, nos colocamos como sabedores de tudo, um tudo que é um nada.

Tenho me policiado pra não julgar, mas sim tentar entender o impossível. Mesmo que muitas vezes eu tente não entender o óbvio como forma de sofrer menos.  

Não há quem possa julgar a vida do outro, como diz a música: "cada um sabe a alegria e a dor que trás no coração", não estamos na pele de mais ninguém a não ser a nossa.

Hoje eu olhei sob um novo angulo minha forma de enfrentar a vida, enfrentar é a palavra, pois nada é fácil, nunca as coisas serão como sonhamos e ter noção disso faz a diferença. Mas não é porque sabemos que nada é fácil que devemos nos acomodar.

Podemos decidir como queremos viver, se nos auto afirmando em razão dos outros, ou nos firmando diante do que sabemos sobre quem está em nossa pele, ou seja, eu  mesmo!

domingo, 6 de novembro de 2011

E o brinquedo velho?

Estava em uma conversa com um amigo sobre coisas que me haviam deixado triste, e ele me disse pra lembrar de uma coisa nossos pais nos ensinam quando crianças, mas com o passar do tempo esquecemos ou aplicamos de forma incorreta a lição.

Quando temos um brinquedo velho, ou que utilizamos pouco minha mãe me incentivava a dar pra outra criança. Eu nem sabia quem seria a criança, mas ela me convencia a fazer a doação sempre falando que o brinquedo serviria mais para outra criança, pois eu tinha outros mais legais e novos.

Com isso eu faço um paralelo com o ser humano adulto: O homem tem grande dificuldade em doar seu brinquedo que não serve mais, sempre estamos apegados as coisas que estão ao nosso redor, sentimentos, bens materiais, pessoas, sempre olhamos pra algo que estamos perdendo ou já perdemos e queremos tomá-lo do destino.

Até coisas que não perdemos sofremos com medo de perder, não que isso seja de todo mau, demonstra valoração que inserimos nessas relações ou objetos.O sentido a vida está na percepção das coisas que fazem parte de nossas vidas, é o cálice que transborda ao longo do dia.

A figura do cálice que transborda do Salmo 23 representa a alegria abundante em nossas vidas, no cálice ela não cabe e chega a transbordar.

Mas eu tenho me esquecido do meu cálice e tenho me lembrado apenas nos brinquedos velhos que me foram tirados no passado. Mas hoje eu desfruto de uma nova visão sobre isso, pois de nada adianta pensar no passado que nos causa sofrimento, o mais importante hoje é cuidar do cálice, pois o quero transbordando de alegria e paz.

Essa foto é de um brinquedo meu, ganhei quando tinha aproximadamente 2 anos de idade, então ele já tem 26 anos, é o único brinquedo que eu guardei, quem me deu foi minha avó materna, e ele me ajuda a lembra das coisas boas que vivi em minha infância, e isso me leva a pensa que sempre devemos tirar uma lição de tudo, ou seja, eu poderia me lembra de minha avó q morreu tem uns 15 anos, mas escolho me lembra do dia em que ela me meu esse urso, e de como eu brincava com ele...

domingo, 2 de outubro de 2011

Gracias!

Obrigado por me fazer mais forte, por não me deixar mais acreditar tanto nas pessoas.
Obrigado por me ajudar a ser mais frio e esperar sempre menos, mesmo isso não ocorrendo sempre.
Obrigado por que hoje eu não sofro como antes, não me abalo da mesma forma.
Obrigado pois devido a sua ajuda eu não sou mais o mesmo.
Graça ao seu empenho uma parte boa de mim se foi....

Agradeço a quem me fez melhor também, a quem me ouve e me ouviu, a quem tem me ajudado, me suportado, sei que sou muito complicado, chato...dentre outras coisas....

Tenho saudades da minha parte boa e sinto falta do que fui, e às vezes não gosto do que sou.
Mas sou o resultado de tudo que passei, então eu chamo o resultado de amadurecimento, o nome não importa, o que importa é que hoje eu venho te agradecer
por me ajudar a ser o que sou, e se você não gosta....deveria ter pensando antes de ter me ajudado a me tornar o que sou.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Racionalização dos sentimentos

Quem nunca fez planos a longo prazo? quem nunca se encheu de sonhos em meio a uma nova fase da vida?

Esperamos que tudo aconteça de acordo com nosso mundo imaginário que trazemos junto ao peito.

Pensamos tanto, sonhamos tanto, esperamos tanto de nós mesmo e das pessoas que quando nos deparamos com o percurso que idealizamos sentimos medo.

O medo é uma forma de dizermos pra nós que devemos ir devagar, é uma resposta as nossas limitações.

Chega uma hora que devemos racionalizar o que sentimos, é uma forma de diminuir a frustração.

E assim começa mais uma semana.......



sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Vaidade, tempo e sabedoria.






Estava refletindo sobre a vaidade, vaidade no sentido do orgulho ferido, maltratado, amargurado.

Somos seres altamente vaidosos, quando nossa vaidade se sente ameaçada ela se defende da forma que uma mãe defende um filho.

Chega uma hora que a vaidade vai embora, ou que ela diminui pra dar espaço ao nascimento da sabedoria, a real sabedoria não anda junto com a vaidade, se estiver junta uma delas será falsa.

Um dia surgiu o tempo.....que conhecia bem demais a vaidade e a sabedoria....e ele decidiu que sua função era separá-las.....como forma de preservação da espécie humana.

Dessa forma concluo que a vaidade não é eterna....já a sabedoria e o tempo são....invista no que é eterno.

domingo, 28 de agosto de 2011

Retrovisor



Tem dias que acordo pensando nas coisas que vivi, mas que estão mais presentes do que imagino. Me pego olhando pelo meu retrovisor as coisas que aconteceram nesses meses.

Hoje me recordava do tempo em que não frequentei a igreja, de um tempo que sentia saudades de coisas simples como de ouvir a voz de algumas pessoas.

Tento ajustar o retrovisor com minhas mãos doloridas por carregar o peso de algumas escolhas erradas, ajeito o espelho e vejo lacunas em fotos que não tenho, que não foram tiradas

Confesso que olhar no retrovisor não me faz bem, mas é necessário, negar o passado não o faz deixar de existir.

A função do retrovisor é nos ajudar a seguir em frente, olhamos pra ele pra ter segurança no caminho que seguimos. Nem sempre o que vemos nos agrada, muitas vezes nos envergonhamos, ficamos tristes, mas é o preço de escolhas ruins.

Um dia eu vou olhar no retrovisor e vou me orgulhar das coisas que vejo, e elas me farão bem, por enquanto ainda não consigo tirar os olhos do retrovisor, mas mesmo assim sigo em frente dirigindo pra um novo tempo.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Nada me faltará...

O dia começa, mais uma semana em minha vida, mais uma semana em que a graça de Deus se faz presente em meus dias. O final de Semana foi bom, churrasco com amigos e minha namorada, me diverti demais, exagerei em algumas coisas, mas me diverti..estava precisando.

Antes eu me preocupava com a ausência que enfrentaria, mas li em um carro os seguintes dizeres: “Nada te faltará”, e tem sido assim nesses dias, nada tem me faltado, das coisas mais simples até a necessidade de receber uma ligação.

A semana começa com Deus sabendo de minhas necessidades internas que nem eu me dei conta. Ele sabe de minhas frustrações de minhas dores e minhas alegrias.

Nada me falta, nada se ausenta de mim sem a sua vontade. Hoje sou muito mais grato a Deus do que antes, hoje reconheço em tudo o seu agir, reconheço que tive que suportar muita coisa pra que hoje eu olhe ao meu redor e perceba quem é escolhido pra fazer parte da vida do João. Hoje eu observo mais ainda e tenho a certeza que isso é um dom de Deus.

Observo e analiso em minha ignorância a mim a os que estão ao meu lado, e percebo que Deus fez uma limpeza em minha vida. Limpeza esta que começou por dentro.

Sem o agir de Deus eu não estaria sentado em uma mesa ontem vendendo os livretos que eu escrevi um pequeno texto. Muita coisa eu teria perdido, como muita perdi nesses meses, mas Deus permitiu isso e hoje sou uma pessoa melhor.

Hoje percebo equilíbrio em meu agir e pensar. Pecador como sou, errante como sempre, mas felizmente mais experiente sobre a vida e relacionamentos.

Boa semana a todos.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Por que vou a igreja?



Dizem que Deus está em todo lugar, e Ele está, mas então porque vou a igreja encontrar com ele se ele está comigo em todos os momentos?

Eu vou a Igreja porque quero encontrá-lo na casa Dele, é na igreja que eu reservo um tempo da minha semana pra ouvi-lo com calma, eu tenho 6 dias com 24 horas cada um, e eu separo um dia pra ir vê-lo em sua casa, sento diante dele, o adoro, o louvo e busco sua presença.

Quando no domingo eu saio de minha casa a noite eu vou buscar o perdão pelos meus pecados, me coloco diante dele e peço que ele me purifique mais uma vez com seu sangue santo.

Eu vou à igreja porque necessito de estar com meus irmãos na fé, e é lindo ver o agir de Deus na vida deles a casa domingo, ou até mesmo durante uma reunião de oração durante a semana.

Podemos ter experiências com Deus em qualquer lugar, mas elas ocorrem geralmente na igreja. Deus tem feito muitas coisas em minha vida, e não é porque eu vou à igreja, mas sim por conseqüência de eu estar diante Dele

Independente de sua religião ou crença, separe um tempo pra estar diante de Deus, separe 2 horas de sua semana e busque sua presença, seu perdão, seu consolo, essas duas horas que você estará diante dele fará a diferença em sua vida.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Erros e Acertos


Passei a vida tentando corrigir os erros que cometi na minha ânsia de acertar.

Dói quando percebemos que erramos de uma forma que tudo foi perdido. Sentir a dor e saber que você é em grande parte responsável consome uma parte de mim.
A magoa quando ainda não cicatrizada é o combustível ao erro, a mentira e consequentemente a confusão.
Onde está minha racionalidade, minha paciência, minha sabedoria?
Foi embora no momento em que uma faca entrava em meu peito.
Quando o coração está sangrando devemos nos mover o menos possível, pois as conseqüências disso nem sempre são as melhores.
Aqui estou, mais uma vez amargando as conseqüências de meus erros, mas o bom nisso é que sei reconhecer que errei, e não será a ultima vez, por mais que eu diga a mim mesmo que não errarei mais, isso é utopia, vou errar a cada dia.
Erros mais graves, outros nem tanto.
Agora espero em Deus a oportunidade de pedir perdão a quem feri, não me sinto bem em minha carne hoje, diante de Deus meu perdão já está, mas errei com o homem também, dessa forma necessito diante dele colocar meu perdão.
Hoje eu reconheço meu erro, mas também meus acertos, coloco tudo diante de Deus e peço que ele me ajude a acertar mais e errar menos.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Esté é o dia.....



Tenho percebido a cada manha que os dias estão mais bonitos que antes, comecei a pensar sobre isso e cheguei a conclusão que os dias anteriores também estavam lindos, céu azul, temperatura agradável....

Comecei a pensar no meu ato, na minha percepção e me dei conta que eu não estava observando os dias como deveria.

Deus tem nos abençoado com tantas coisas, com tantas maravilhas, não podemos deixar as dificuldades fecharem nossos olhos mediante tudo o que Deus faz em minha e em sua vida.

Perceber a Graça de Deus através do céu radiante é tremendo....

Se você esta vivo nessa segunda agradeça a Deus por isso, se está triste, se tem um grande problema pra enfrentar agradeça a Deus por isso, seja grato, honre o sacrifício que ele fez por todos nós, chega de viver na mediocridade.

Nada é em vão, Deus transforma a tragédia em benção, creia nisso, cada gota de lágrima que cai do rosto de um filho Dele não cai no chão, mas no seu altar. Mas ela só cairá no altar se você e eu estivermos diante Dele. Escolha neste dia estar diante de Jesus, só ele pode mudar a minha e a sua vida.

Desejo que a glória de Deus resplandeça na sua vida.

domingo, 31 de julho de 2011

O tal do cérebro social




Existe uma teoria que diz que o cérebro se desenvolveu mediante as necessidades sociais dos indivíduos, e de acordo com isso ele ficaria limitado a se desenvolver de 
acordo com nosso circulo social.

Então nosso Cérebro social de forma simples e sucinta são nossas emoções adquiridas e processadas.     

No passado o exército romano possuía em média 150 combatentes, pois era tido como numero que se conseguia liderar, ou seja, 150 pessoas para um líder.

É muito interessante pensar como o meio influência a evolução cerebral, principalmente o meio social.  Pensado na onda do Facebook e Google+, percebo que por mais pessoas que tenhamos em nossas redes sociais, apenas 150 se enquadrariam como amigos, parentes, colegas, conhecidos, segundo pesquisas.

Até aqui entendemos que nosso cérebro sofreu e sofre evolução constante com o passar dos anos, mas o ponto que gostaria de tratar nessa postagem é como o meio influência o cérebro social, os primatas quando observados em grupos maiores interagem com outros animais de forma mais intensa. 

O que não ocorre quando o grupo é pequeno, geralmente tendem a se fecharem.

O ponto que gostaria de chegar é que o meio social que estamos insertos tem grande poder de promover a evolução mesmo que pequena de nosso cérebro social.  Observando os nichos onde congregamos percebo que a grande dificuldade é não tomar as características do grupo para si.

Não é uma questão de decidir, mas sim uma questão neural, pois o cérebro responde mediante estímulos internos e externos.

Há uma necessidade maior de auto conhecimento e de muita observação, pois conforme observamos as pessoas se agregam com as que possuem ideologias e pensamentos de certa forma correspondentes, sempre com pessoas da mesma faixa etária. Pessoas se aproximam daquelas que possuem a mesma idade mental, pois sabem que serão correspondidas da mesma forma.

Observando as relações interpessoais e sociais percebo que o cérebro social é de uma complexidade extrema. Não percebemos como podemos fazer a ligação com o meio em que vivemos e a forma que desenvolvemos o viver.

Vivemos e processamos coisas do meio que vivemos sem perceber que vivemos de acordo com quem está ao nosso lado alimentando nosso cérebro social.

Quem está ao nosso redor nos mostra muito sobre nosso cérebro social, e por conseqüência sobre nós mesmos.

O conviver em sociedade não acontece de forma simples, no passado, na Grécia antiga o status social ocorria de acordo com o conhecimento das pessoas.

“Os pensantes” eram supervalorizados na época. O interesse das pessoas eram pelas discussões filosóficas que ocorriam no “agorien”, o status era obtido pelo conhecimento, pelas discussões das questões democráticas da época.

Hoje o valor do cérebro social é obtido na maioria da vezes apenas pelo ter e possuir, as conversas inteligentes deram espaço aos papos da moda, como a novela, ou a musica nova do cantor sertanejo. Ter momentos de descontração frente aos televisores é importante, é lazer. Mas encarar tais atos como o ápice do seu dia é triste demais.

Nosso Cérebro social absorve muito mais do que imaginamos e percebemos. E isso nos leva a um grande questionamento sobre o que realmente queremos pra nossa mente.

Eu termino essa postagem me perguntando o que eu tenho feito com a saúde do meu cérebro social.

terça-feira, 26 de julho de 2011

1 ano...

Dia 12 de agosto esse blog completa 1 ano de existencia, foi o 1º ano que coloquei minahs experiencias pessoas em letras e frases..
São 120 postagens sobre a vida de um João, coisas simples, sem muitos rodeios, textos diretos regados com muita emoção. Algumas coisas não foram pro blog devido a exposição que faria, mas as que foram publicadas estas são uma parte de mim, uma parte que fica exposta aos que se interessam pela vida do João.
Nesse ano compartilhei minahs alegrias, minhas tristezas, minhas frustrações, boa parte de meus sentimentos foram expostos neste blog. Sempre tive grande paixão pela leitura, pelo escrever, e pude colocar no blog um pouco de minhas experiencias pessoais, das coisas que se passam em mim. E pela minha paixão por escrever decidi em parceria e ajuda de  outro autor começar a pensar em um livro. Já tenho algo pronto, estamos no começo. É muito interessante esse caminho de percorrer palavras de uma forma mais complexa, mas vou tentar, quem sabe meu 1º filho pode nascer esse ano ainda? 

terça-feira, 12 de julho de 2011

Fenix

Hoje, antes de sair da cama estava pensando sobre força, sobre energia, sobre vencer o dia a dia. Me veio a mente a história mitológica sobre a ave Fenix.
É un conto que me desperta muita atenção, a magia envolvida no renascimento das cinzas, o novo ciclo que começa, o novo animo que se inicia.
O renascimento das cinzas me chama atenção devido as cinzas serem pó, e nascer do pó é algo tremendo, chega a ser absurdo. É a esperança que não tem fim. um ciclo que se faz novo eternamente.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Expectativa de um expectador

Hoje acordei nostálgico, lembrando e relembrando de muitas coisas que vivi, lugares que passei, lugares que me instalei. Lembro do vento, do som do mar, do balançar das árvores, lembro das pessoas, das ligações, dos abraços, dos perfumes, das palavras.
Hoje me sinto com saudade até do que ainda não vivi, saudades de um tempo que ainda não chegou, de uma época que está por vir.
O tempo pode ser cruel, ele nos deixa apenas a lembrança, que já é muito, pois se não fosse ela não teria do que sentir falta, pois bem, a lembrança me basta, não sei até quando, nem sei se um dia deixará de bastar.
Mas o mais relevante disso tudo é que tenho muita coisa boa na memória, e sei que terei muita coisa pra viver, pra sentir, pra provar, meu coração bate esperando o momento de gravar mais um acontecimento importante pra daqui uns nos se lembrar e sentir saudade. Saudade do riso, da gargalhada, da piada sem graça, do dia sem graça. Saudade da tarde calma de conversas, dos bolinhos de chuva no sábado.
Ter saudade é bom, pois significa que vivi momentos felizes, e como já sou adiantado já tenho saudade pelo futuro também......

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Balanço do meio d’ano

Faz dias que penso sobre isso, o ano está pela metade... E as coisas que me propus fazer e conquistar nesse ano?

É sobre o copo pela metade....

E as mudanças de vida que decidi buscar?

Já não tenho mais um ano pela frente pra realizá-las, mas sim seis meses...

Me dei conta de muita coisa que havia programado ainda não foram concretizadas, por minha responsabilidade, ou devido a não dependerem apenas de mim.

Mas muita coisa boa não planejada aconteceu, conquistas, sonhos, livramentos que nem percebi nesses seis meses. Aprendi muito e tenho muita coisa pra aprender nesse ano ainda.

Mas minha prioridade nesses dias não é apenas realizar meus sonhos, mas sim me tornar mais próximo de quem deu sua vida por mim, e a sua? Qual é?

Ainda dá tempo pra muita coisa nesse ano, e se não ainda há muito tempo pela frente, mas o tempo é cruel, não perdoa, os segundos passados não voltam mais, quem dirá as horas, não há como voltar no tempo e refazer, ou fazer novamente diferente o que foi feito.

O que podemos fazer é seguir em frente, lutando contra ele, vencendo o mau de cada dia, e triunfando sobre o tempo, pois ele nos torna melhores, as custas de um duro aprendizado, que se não ocorre-se nem eu nem você seriamos quem somos hoje.

Pare por alguns minutos em um local calmo, debaixo de uma árvore talvez, tranque a porta de sua sala, desligue o telefone e reflita sobre o meio d'ano que se foi....

E após isso estabeleça como será a segunda parte do seu ano.

Se não é possível controlar as circunstâncias, ao menos temos a opção de escolher como enfrentá-las. (não me lembro escreveu, ao Autor minhas desculpas) 

terça-feira, 28 de junho de 2011

O que dizer....

O que dizer quando está triste?
O que dizer quando está chateado?
O que dizer quando o medo invade seus pensamentos?
O que dizer quando me sinto inseguro?
O que dizer quando me sinto carente?


Diga a Ele: vem e toma o Teu lugar.......

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Calor

Ele chega, como quem não quer nada, vai adentrando aos poucos, vem e toma o meu espaço, se apresenta de maneira serena: eu sou o frio.
Nesses dias tenho sentido frio, um frio que não é só da frente fria que chega e atinge minha cidade.
Nesses dias tenho provado de um frio que eu mesmo criei, um frio que eu chamei sobre mim.
Mas o tempo desse frio deve passar, deve ter um fim.
Tenho buscado o calor, tenho buscado o aquecimento.
E o tenho achado, por muitas vezes me sinto aquecido em sua presença, mas às vezes o frio tenta voltar, mas Ele está comigo, sempre esteve, eu que não o via, nem o sentia.
Não há frio que resista a sua presença, não há nuvem que não se vá diante de ti.


sexta-feira, 17 de junho de 2011

Passos


É hoje o grande dia, mas ontem também foi, e amanha também será.
Todo dia é o “grande dia”...
Todo dia damos mais um passo.
Saio de meu conforto e visto minha roupa de batalha...
O cinto, as sandálias, o escudo.
Tomo a justiça sobre mim e a verdade a tira-colo vem a minha frente.

E por final o capacete, pois é nele que tudo começa, é ele que protege o principal: minha mente, é nela que tudo se concentra, é nela que começa muita coisa, é a parte mais frágil de nossos corpos, cada corpo com sua peculiaridade, dificuldades, limitações,
Mas não preciso proteger minhas  costas, pois o que fica pra trás não pode me atingir, já passou.
E assim ... dou mais um passo a frente decidindo não olhar pra trás, e sempre com a certeza que estou bem protegido, meus passos não são em vão.

terça-feira, 14 de junho de 2011

Adeus Amargurecimento......

Mas a sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia. Tiago 3-17.

Eu senti que precisava de fazer algo por mim; naquele momento meu corpo clamava por algo novo, e assim decidi . Isso foi há algumas semanas e hoje eu percebo como isso foi importante, muita coisa mudou em mim: amadureci, me decepcionei, fui feliz, fui triste, fui amargo, fui doce...e nesse momento sou mais equilibrado, ou tento ser, pois equilíbrio é uma decisão pra mim.
Nesses dias se deu inicio uma grande mudança em minha mente. Aprendi a não esperar mais como antes,  hoje há mais racionalidade, mas com sentimento também, respeito mais meus limites, minhas dificuldades, sei que não sou perfeito, sei que não vou agradar a todos, sei que não são todos que irão sorrir pra mim.
Hoje sei que por mais só que eu me sinta....não estou, por mais triste que eu esteja sempre terei a certeza de que  Ele é por mim, isso de uma forma que eu não conhecia.
Mas também tenho ao meu lado quem me ajude, quem ouça, quem me confronte com meus erros, tenho ao meu lado quem vá me apontar o dedo e me dizer que nem tudo é como eu quero, o nome dele é amigo, e agradeço a Deus por isso.
Agradeço por cada dificuldade, por cada puxão de orelha, por cada tapa que não revidei, por cada rasteira que não retribui, sou grato não apenas pelo pão, mas sim por que aprendi que não vivo apenas de pão. Aprendi que o frio me torna mais quente, que eu sou o responsável por me manter aquecido.
Aprendi da maneira mais dolorosa que por mais que eu não veja as conseqüências de meus erros, as conseqüências que não são vistas são as piores, pois são sentidas na pele a cada amanhecer até que estejam cicatrizadas.
Meus erros me conduzem há um caminho de reflexão, reflexão que gera mudanças, e como conseqüência o não querer mais errar. Mas isso nem sempre vai acontecer, pois sei de minhas dificuldades e limitações, mas não as uso como desculpas, e decido por um dia de cada vez não cometer os mesmos erros.
Mas o mais importante nesses dias é que eu sinto que amadureci, mas sei que tenho muito a fazer por mim. E que tenho muito a fazer pelos que amo.
Termino essa narração agradecendo a todos que estão ao meu lado, aos que me ouvem, aos que me ignoram, aos que me acham um idiota, aos que me amam, aos que nem me conhecem, mas que um dia vão conhecer. Escrevo isso pois já sou grato pelas pessoas que um dia vão entrar em minha vida, elas serão meus auxiliadores nesta lição chamada amadurecimento!

segunda-feira, 13 de junho de 2011

O que na verdade somos...é pelo olhar que temos certeza...

Começo meu dia pensando sobre isso, não há nada mais natural que um olhar, podemos inventar gestos, copiar gestos, usar jargões, invocar gírias nas frases, mas com o olhar não podemos fazer nada. Não se pode mudar o que eles expressam.
O reflexo mais natural é o olhar, a reação íntima é vista pelos olhos, é nele que temos a firmeza de um sentimento, da emoção, da tristeza, da alegria. Não é fácil compreender um olhar, não é fácil decifrar uma alma. Tudo é subjetivo demais, tudo é mais percepção e emoção do que razão.
Sensibilidade não é algo que se percebe nos dias de hoje, relações rápidas, falta de tempo, mecanização dos meios de comunicação, tudo isso nos leva a esquecermos como é valioso poder olhar nos olhos e sentir o que eles realmente nos dizem, acredito que muitos maus entendidos deixariam de existir, acredito que muita confusão não aconteceria, brigas seriam evitadas, amizades não seriam desfeitas, casamentos não terminariam com a homologação de um juiz..
Invista na arte de olhar nos olhos, ela te ajudará em muito em sua qualidade de vida, como dizia o grande poeta Mario Quintana:

“Quem não compreende um olhar
tampouco compreenderá uma
longa explicação.”

 

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Bola de Crystall....

Essa musica tem um clipe muito forte, ele mostra um homem, pai de familia que sai de casa para o trabalho, mas quando volta no final do dia não é rercebido em sua casa, e é tratado como um estranho. Chega a ser "loco" demais tal situação, mas quantas vezes não fazemos isso com nós mesmos?

terça-feira, 10 de maio de 2011

Merx...


Eu acordo todos os dias, nem sempre no mesmo local, nem na mesma hora, nem sempre com vontade de acordar. Mas mesmo assim eu vou até a sua mercearia, entro sem bater, chego no vendedor e digo o que preciso, ele me atende, me auxilia nas escolhas, mas sempre levo o que quero, não é o tipo de vendedor que me empurra os produtos, e tampouco do tipo que me engana com cosias ruins.
Esse vendedor sempre se achega a mim com um belo sorriso, sempre transparecendo paz de espírito, confesso que muitas vezes vou a loja apenas para o ver, apenas para estar perto.
Nos dias que fico sem tempo de ir a loja as coisas ficam” cinzas”, meu momento de compra me ajuda a levar a vida de uma forma mais leve, mais serena, confesso que me tornei dependente dessas compras que faço diariamente nessa mercearia.
Muitas vezes devido ao meu desmazelo chego a venda sujo, trazendo comigo as tranqueiras que carrego no meu peito, mas chego até ele e compro roupas novas e limpas, sem falar nas refeições que ele deixa sempre no microondas, e também ele para de fazer suas coisas para me fazer companhia nesse momento de alimentação.
Essa mercearia nunca fecha e o funcionário não entra em férias, abre todos dos dias de domingo a domingo e  sem intervalo noturno. A qualquer hora que você precise de algo ela sempre estará aberta, mesmo que todo o comércio mundial esteja fechado ela nunca cessará suas atividades. Eu fiz minha compra diária, mas se eu precisar voltar posso quantas vezes me for necessário, meu limite de crédito é infinito, não preciso me preocupar com a conta no final do mês, e a minha conta já foi paga antes de eu nascer, e a sua também, eu e você temos créditos infinitos nessa mercearia, só precisamos ter consciência disso. Os dias passam e esquecemos de que precisamos dos produtos dessa mercearia, o vendedor não precisa de nós para entregar suas doações, mas eu sim preciso das doações. Obrigado Deus por mais um dia de compras na Tua infinita bondade.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Prove sua indignidade e talvez ganhe sua dignidade





É, tem dia que começa diferente, atipicidade em tudo, um saindo, outra chegando, tem sabores que mudam com o vento, tem sentimentos que não se misturam com a água, tem momentos que me sinto pequeno, mas tem alguns que estão ainda menores do que eu.

Eu o acompanhei até o local marcado, até a escada, ele demorou pra chegar, mas isso passou a não importar. Fomos até a moça que tomava seu “Ades”, isso em sua sala com computador e apetrechos, ela deveria informar-se sobre a miserabilidade de um “certo alguém”, colocar no papel as poucas palavras que ele consegue dizer, a doença de chagas tira sua voz, a vergonha por estar ali inibe-o mais ainda de dizer sobre sua vida, foi o facão e a cana que o deixaram assim, o barbeiro o deixa sem poder comer, sua fraqueza o impede de trabalhar,  anos acordando pelas madrugadas quando eu estava comodamente dormindo em minha cama.

Ele busca algo que o torne mais digno, mas antes disso tem que provar seu estado de indignidade. Em minha situação de conforto estou apenas na coxia desse espetáculo de indignidade. Percebo o desconforto alheio, percebo o incomodo que isso gera, e no final de tudo, ela diz que não depende dela, mesmo sendo clara a miserabilidade humana, saímos mais uma vez da sala, e vejo tantos outros, buscando dignidade em um local de indignos.

Fico incomodado, fico mexido, fico pensativo, em minhas parcas emoções, imagino o pensamento daquele que acompanhei, quase 60 anos de idade, dependendo de um estranho para que consiga se expressar, precisando da voz que declara sua indignidade, hoje essa voz foi a minha, e no meio do inquérito uma lâmpada se acende dentro de mim, e Ele me dá a resposta de eu ser o escolhido para estar ali.  

segunda-feira, 2 de maio de 2011

O Leão e o Cordeiro...

É difícil imaginar um cordeiro e um leão ao lado um do outro, só se o cordeiro estiver sendo servido ao leão Muito mais complicado é imaginar que eles podem ser um só ao mesmo tempo. Mas são, existe um Ser que é Leão e Cordeiro ao mesmo tempo. Ele é o Leão que nos protege no dia ruin diante do mal, é Ele que vai a nossa frente nos livrando de coisas que nem sabemos e imaginamos. Mas ele também é o cordeiro que deu a vida dele por mim e por você.....

Tudo pode mudar em sua vida,  quem está ao seu lado pode te abandonar em um milésimo de segundo, você pode ser traido, humilhado, apedrejado, ou pode apenas estar triste por algo bem pequeno, mas o Leão e o Cordeiro estarão sempre contigo, o Leão sempre nos protegendo, e o Cordeiro em nossas mentes de uma forma viva, nos lembrando de seu sacrifício.

Grande é nosso Deus....

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Balão......e o Rio

Eu carrego um balão dentro de mim, esse balão hoje está cheio, seu volume toma conta do meu peito, me faz pesado, denso, chato.

O balão aperta meu coração, me faz doer a cabeça, carregar o balão dentro de mim consome minha energia.

Ele me deixa fraco, sem ar, o ar que o enche deveria ser usado pra minha respiração, sinto falta do meu ar que é desviado.

Desde ontem tento dar um fim nesse balão, mas não consigo, deixei ele tomar conta de mim, agora luto com ele, pois se ele é meu, eu posso fazer o que eu quiser com ele, mas nem sempre consigo.

Mas em breve ele explodirá, a lembrança que terei dele será um pedaço de plástico velho, mas não quero ter lembranças dele, quero deixa-lo no passado, quero joga-lo em um rio, seguir em frente e não deixar mais ele se encher dentro de mim.

Quero que no lugar do balão exista um rio, um rio que a cada dia é e não é o mesmo, o rio tem seu canal que é unico, mas sua água, que passa por ele nunca é a mesma, quero ter um rio no meu peito, que a cada instante é invadido por águas limpas, que levam com ela tudo o que é possível.

Ter um rio dentro do peito é bem melhor, pois o rio não para, o rio nunca é o mesmo. A água do rio muda de cor, a vazão de água nunca é a mesma. Com o rio no peito os dias não são iguais, cada dia tem sua especialidade, sua simplicidade, sua naturalidade, não existe tédio.

Pois bem, minha tarefa do dia é transformar um balão em um rio........